segunda-feira, 12 de maio de 2008

Quimera


"Quimera"

É tempo de abrandar o passo …
porque aqui as Quimeras deixaram de ser Sonhos
e passaram a ser o que sentimos quando olhamos,
com olhos de ver, a Arte Maior…
a que nasceu do enamoramento das cores
com os cheiros verdes,
e se deixou embalar pelo
som das águas
das lagoas serenas…
ecos de vida!
É tempo de ouvir o silêncio que vem de nós,
quando nos permitimos apaixonar
pelo detalhe supremo,
que faz a diferença;
no caminho onde o tempo se rende
e onde a natureza nos murmura,
incessantemente,
a vontade de continuar a viver!

Ana Cláudia Albergaria